ÁREA RESTRITA - Bem Vindo {NOME_USUARIO}


NOTÍCIAS

Comitiva de Abelardo Luz participa da Consulta Pública da LD 138kV Abelardo Luz - Xanxerê

Audiência foi realizada pela Celesc Distribuição no Auditório da Prefeitura de Xanxerê, reunindo autoridades, lideranças e empresários de cinco municípios atingidos pelo novo empreendimento.

07/08/2019 às 11h23
Atualizada em 15/08/2019 - 13h53

Uma comitiva de autoridades e empresários de Abelardo Luz participou, na noite desta terça-feira, 6 de agosto, da Consulta Pública para apresentação do projeto e estudos ambientais da nova linha de distribuição de energia elétrica, a LD 138kV Abelardo Luz – Xanxerê, que está sendo projetada entre os municípios de Abelardo Luz, Bom Jesus, Ouro Verde, Faxinal de Guedes e Xanxerê. 

A audiência foi realizada pela Celesc Distribuição no Auditório da Prefeitura de Xanxerê, reunindo autoridades, lideranças e empresários dos cinco municípios atingidos pelo novo empreendimento que busca atender a demanda de energia na região.

Da Administração Municipal, além do prefeito Cavassini, também participaram o vice-prefeito Jorge Piccinin, o secretário de Administração Nelson Martini e a secretária de Indústria e Comércio Fernanda Facco. Do Poder Legislativo abelardense estiveram presentes os vereadores Carlos De Sennes Pinto e Otilio da Câmara; e da classe empresarial marcaram presença os empresários Ivan Gilioli e Alvear Roque de Fabris, que também é presidente da CDL, além de representantes do Frigorífico Aurora de Abelardo Luz, entre outros participantes.

A nova linha de distribuição, cujo traçado é predominantemente rural, tem origem na Subestação de Xanxerê, de propriedade da Celesc Distribuição, e termina na futura Subestação de Abelardo Luz, prevista para ser construída em 2020 em área que foi comprada pela prefeitura e será cedida a concessionária de energia elétrica. A estrutura vai beneficiar toda a região Oeste de Santa Catarina, contribuindo para garantir a viabilidade de expansão futura de novas cargas industriais, residenciais e comerciais, além de aumentar a confiabilidade do sistema elétrico da área.

INVESTIMENTOS

A apresentação do projeto e do estudo socioambiental da LD 138kV Abelardo Luz – Xanxerê foi realizado pela equipe do Consórcio Catarina Energia que prestar serviços de consultorias para implantação de novas linhas de transmissão e subestações. Segundo os dados apresentados, a nova linha de transmissão terá uma extensão de 31 quilômetros e deve passar por 75 propriedades rurais, sendo estas indenizadas pela CELESC.

O projeto encontra-se em fase de licenciamento ambiental e aguarda o parecer do Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina (IMA) para iniciar de fato a construção. O prazo para conclusão das obras é de 14 meses e o investimento total estimado é de R$ 17 milhões, recursos estes que estão garantidos pelo BID – Banco Interamericano de Desenvolvimento.

DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO

O prefeito Wilamir Cavassini ressaltou que a nova linha de transmissão é mais uma etapa importante que está sendo encaminhada, junto com a construção da Subestação, para resolver o problema da falta de energia elétrica em Abelardo Luz. Segundo ele, são duas grandes prioridades regionais necessárias que vão ajudar a alavancar o desenvolvimento econômico de Abelardo Luz, permitindo assim a instalação de novas empresas para geração de mais empregos no município.

“Para Abelardo Luz esse investimento é de suma importância. Há muito tempo estamos batendo em cima disso porque precisamos pensar grande. Não tem como nós pensar em grandes empresas sem aumentar a demanda de energia. Hoje já estamos no limite. Uma das deficiências que temos, da nossa energia ser fraca, é a distância pois ela perde muita força de Xanxerê a Abelardo Luz. Com essa nova rede de transmissão e com a subestação prontas, vamos ter uma energia de melhor qualidade para as nossas residências e empresas. Toda sociedade será beneficiada e a agroindústria que queira se instalar em Abelardo Luz pode sim pensar firme, pois a promessa que temos e que até o final do ano que vem fique pronta esta obra, mas como foi falado isso também vai depender muito da licença ambiental”, enfatizou Cavassini.


Fonte: Asscom Prefeitura Abelardo Luz



SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR




VEJA TAMBÉM